Olha a cabeleira do Azevedo…será que ele é…será que ele é…Botafogo 1 x 1 Fluminense – Taça Guanabara – 2012


É ou não é piada de salão…não…não é. Aquilo ali ontem foi Botafogo e o original. Foi uma piada medíocre, fraca sem raça e sem gana. E olha que nem perdeu, empatou. Mas elementos de uma tragédia anunciada nos pênaltis estava muito clara. Pra fechar, o Marcio Azevedo deveria ter cobrado um penalty. Bom, sobre o jogo, não tem nem o que comentar, o tricolor foi muito, mas muito melhor que o Botafogo. Estava afim de jogo e de ganhar. Já o glorioso parecia que ganharia a qualquer momento, que estava ali só passando o tempo e nada mais. A fala de raça, objetividade e vontade desse time é algo que beira o inacreditável. Salário em dia, bons equipamentos de trabalho, bom ambiente, treinaram o carnaval inteiro, e no momento mais importante do ano até o momento, nada, água, da “chabu”.
Legal do jogo é que não foi o “super elenco” do Fluminense que ganhou o jogo, e sim a disposição do time, a vontade de ganhar. Acho, somente acho, que se o Botafogo entrasse com vontade e logicamente com alguma tática, ganharíamos ate com certa facilidade. O Mago não fez tanta falta, mas o Menezes fez, e muita. Adresinho não poderia ser titular NUNCA ontem. Vc testar um esquema no jogo mais importante do ano ate o momento é BURRICE. Sem contar que o nosso lateral esquerdo reserva que vinha bem não fez absolutamente nada ontem, a não ser o responsável direto pela falta do gol de empate e pelo próprio gol de empate onde o mesmo dava condição de jogo para 6 jogadores do tricolor. O juiz foi um caso aparte. Diguinho que era pra ter sido expulso nem amarelo tomou, fora as inversões de falta. Mas não foi esse o motivo da derrota.

Oswaldo Zen de Oliveira, o Mágico de Oz fez uma das maiores burradas já vistas no Botafogo nos últimos 5 anos, tirou o tal do Elkesson e colocou o NULO e INOPERANTE Lucas Zen. Depois concertou colocando o Caio. Mas de nada adiantou, até porque o CONE Abreu ainda estava em campo. Ele sim deveria ter saído, Herrera ficado de centro avante e Caio como atacante de lado, não que o Caio seja gênio, mas ele tem vontade de vencer de sobra.

A derrota acaba sendo merecida, por conta de uma sucessão de erros medonhos feitas por Oswaldo, Azevedo e Loco. Agora vamos para uma taça Rio com um “animo” diferente. Teremos Jobson e Fellype Gabriel como reforços. Há algumas semanas eu tratei isso como piada, não de salão, mas de mal gosto, e hoje já mudei de opinião. Tendo o jogo de ontem como base, sinceramente, eles serão reforços de peso sim. Mas acho que agora a diretoria entendeu que planejamento é básico, laterais, volantes e atacantes são necessários, Laterais pra ontem, já que Azevedo não rendeu nada quando foi necessário e Lucas foi solenemente queimado ontem. Parabens ao Oswaldo, e teve gente criticando o Deivid. Botafoguense não pode falar nada, nós temos o Loco, e aqui ele é ídolo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 1 FLUMINENSE (3×4 nos pênaltis)
Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/horário: 23/02/2012 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols (RJ)
Auxiliares: Wagner Santos (RJ) e Jackson dos Santos (RJ)
Renda/Público: R$ 541.615 / 17.027 pagantes
Cartões Amarelos: Antônio Carlos (BOT) e Edinho (FLU)
Gols: Elkeson – 28′/2ºT (1-0) e Leandro Euzébio – 34′/2ºT (1-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Caio – 38′/2ºT), Renato, Andrezinho e Elkeson (Lucas Zen – 34′/2ºT); Herrera e Loco Abreu – Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Rafael Moura – 34′/2ºT), Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Deco (Jean – 36′/2ºT) e Thiago Neves; Wellington Nem (Araújo – 27′/2ºT) e Fred – Técnico: Abel Braga.

por Francis SPike
twitter.com/fspike

Textos Recentes

Faça seu comentário